// //



WWW.COMPENDIO.COM.BR

Usando de violência Governador Ratinho Junior aprova PEC da previdência no Paraná

REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO PARANÁ. ENTENDA OS FATOS - Em 2015 o então governador Beto Richa, do PSDB, aprovou um projeto de lei que possibilitava o uso do dinheiro da PARANÁ PREVIDÊNCIA. Com o tempo foi apurado que mais de 5 bilhões foram utilizados de forma criminosa, conforme denúncias que culminaram na prisão do ex governador. Em 2019 a Assembleia Legislativa do Paraná eximiu do atual governador Ratinho Junior de repor esse desfalque e aprovou uma PEC de previdência ilegal, por ter sido encaminhada para votação em regime de urgência, o que é proibido pela constituição do Estado. A aprovação da PEC se deu em dezembro de 2019 sob extrema violência, em uma votação fechada, no Opera de Arame, em Curitiba, o que constitui outra ilegalidade, uma vez que a mudança do local requer prazos regimentais que não foram respeitados. Com isso, servidores estaduais serão obrigados a cobrir um rompo que foi fruto de corrupção. Apesar de todas a ilegalidades, aprovação foi feita como se as leis vigentes não tivessem significado algum, o que denota a existência de um estado de exceção em que a aplicação da lei deixa de ser uma regra e passa a valer apenas para defender interesses de grupos com grande poder econômico. (compendio.com.br, 06/12/2019).




Greve geral em defesa do serviço público no dia 18/03/2020

Defender as minorias é um ato de autopreservação. Entenda o porquê.

Neoliberalismo econômico e seus efeitos devastos para quem depende do serviço público.

Conheça 7 dicas que podem reduzir o Triglicérides.

Medida inconstitucional é legalizada pelo STF o guardião da constituição.

Diferente dos brasileiros franceses reagem a reforma da previdência.

Greve da educação é encerreda no Paraná.

Governador do Paraná apresenta proposta e greve é suspensa para avaliação dos servidores.

Greve dos servidores no Paraná ganha força e reúne 30 mil nas ruas de Curitiba.

Leia mais...

Leia mais...